Wild Witch Project - Um game que você nunca viu

Neste jogo você precisa ajudar uma bruxa adolescente a salvar seu mundo da Mortífera Bunda Assassina do Espaço Sideral

Chutando o páu da barraca no cinematic

Uma cena do cinematic, abuso de transparências para criar luzes
Simplesmente desisti de tentar usar a timeline dentro do Blender como base para o cinematic.
De início é tudo mil maravilhas, mas quando você vai chegando no meio o audio deixa de sincronizar.

O problema não é tão fácil de explicar, se eu fecho o .blend para um framerate de 23.3 quadros por segundo a animação sincroniza perfeita, mas fica difícil editar pois quando trabalho no Blender uso uma base de 30 quadros por segundo!
Acho que o problema é parecido com aquele que postei anteriormente, isto porque a legenda esta a correr corretamente no vídeo.

Por enquanto isso não é critico, já que os próximos cinematics devem ser muito menores.

Solução...
Abandonei o timeline que era controlado por Actions e escrevi um script python para exportar as mudanças de objetos em cena. Pronto!
Ficou até melhor para mim, pois usando frames no lugar de tempo eu posso controlar muito melhor a visibilidade das Layers, pos as cenas estão distribuidas nas camadas.
A animação é baseada em 30 quadros assim mesmo que as mudanças de objetos e camera se bruscamente não um será problema visual.

O script em Lua
Eu transformei a classe Cinematic01 em uma pequena maquina de estados que inclui o código exportado do Blender.
De qualquer forma isto estará me preparando para os cinematics in-game.
Como mencionei anteriormente o sistema agora usa Controllers para manusear as cenas, mas eu darei mais detalhes quando o cinematic ficar pronto.

O script python
O objetivo dele é exportar os dados dos frames da forma mais económica possível, assim  ele descarta escala e/ou rotação se o objeto fizer apenas translações.